You are currently viewing Tecnologia no Varejo: uma necessidade
  • Reading time:15 mins read

Tecnologia no Varejo: uma necessidade

 

A tecnologia é uma evolução fundamental para a vida dos seres humanos nos dias atuais.

Pensar em viver sem tecnologia hoje é quase impossível, graças aos grandes benefícios que traz para o nosso dia a dia.

Por isso estamos sempre conectados a smartphones, computadores, tablets e demais dispositivos.

Por causa dessa conexão, todos os setores têm se reformulado.

Como é o exemplo do varejo, que hoje é bastante dependente dos avanços tecnológicos.

Pensando nisso, este artigo visa abordar a necessidade do uso de tecnologia no varejo.

Com táticas e estudos que fazem total diferença quando comparamos com o passado desse setor.

Com ideias mais claras para atingir os clientes e até mesmo para influenciar em toda a movimentação gerada internamente.

Leia até o final e entenda melhor como funciona a tecnologia no varejo.

Tecnologia e Varejo como combinam

Como se combinam

O varejo, segundo os seus significados, é a venda direta ao comprador.

Isso pode ocorrer em espaços físicos e em espaços digitais.

Atendendo a vários setores, o varejo não se limita apenas a algo específico.

E se diferencia do atacado no que diz respeito a quantidade de mercadorias que um consumidor costuma levar, sendo feita de forma mais contida.

Grandes supermercados, lojas de roupas, materiais de construção, farmácias e várias outras estão compreendidas no que significa varejo.

Daí se percebe o amplo leque de comércios que são vinculados a essa denominação.

Portanto, se pararmos para pensar, o varejo é fundamental para a nossa sobrevivência.

E se voltarmos ao tempo, nos lembramos de táticas e funcionamentos que pouco tinham relação com a tecnologia. 

Esse contato que ocorria de maneira distante, hoje demonstra ser uma necessidade.

Pois, se comunicar, alcançar novos clientes e até mesmo contratar novos funcionários podem ser baseados no uso da tecnologia.

Lá atrás as tecnologias existentes faziam parte apenas da produção e isso parava por aí.

E o varejo tinha a sua maneira tradicional de proceder no dia a dia, de anunciar, vender e se relacionar com o cliente.

O que acontece é que hoje as revoluções tecnológicas surtiram tanto efeito que passaram a modificar a forma de se vender no varejo.

Modificações essas que não passaram despercebidas e que foram sendo implementadas com o tempo.

Tornando isso tudo em uma bela e mútua combinação.

Mostrando que os donos, gerentes e gestores precisavam acompanhar as tendências para se manterem vivos no mercado.

E também, seguindo a ótica de acompanhar a evolução dos acessórios tecnológicos e do acesso, o cliente tem ainda mais voz.

Por causa disso, a tecnologia chegou e se instalou de vez nesse setor tão importante para a sociedade.

Mas se você está se perguntando o porquê da tecnologia ser uma necessidade no varejo, nós te respondemos no tópico a seguir.

A tecnologia no varejo é uma necessidade

A tecnologia no varejo é necessária para organizar ambientes internos e externos.

Seja no trabalho presencial ou a distância.

Pois, tudo pode ser adaptado às ferramentas que ela proporciona. 

Pode até ser que seu negócio faça sucesso sem qualquer tipo de integração com esse mundo digital em que vivemos. 

Onde até existem lojas mais tradicionais e antigas que sobrevivem sem qualquer tipo de ligação. 

Mas, para negócios atuais, que procuram se estabelecer no ramo do varejo, é necessário se atrelar à tecnologia.

Essa é uma etapa da inovação que cresce a cada dia que passa, e que tem por tendência permanecer assim, conectando ambientes. 

Pois, são vários os pontos em que o auxílio de ferramentas digitais se mostram fundamentais para a execução de tarefas.

Como auxiliar vendas pelo site, por aplicativos, cumprindo muito bem com todo o marketplace. 

Até a organização de estoques e distribuição de funções para os funcionários das lojas. 

Nesse quesito, alguns pontos são definidos na hora de pensar na integração da tecnologia ao varejo. 

Partindo de dois passos que são tidos como os principais: A tecnologia para a gestão e a tecnologia para atrair o cliente. 

Nos dois desafios existem formas de conduzir equipes e principalmente ferramentas. 

Ambos funcionam de formas diferentes e auxiliam nas mudanças do ambiente, físico e online. 

Atraindo as atenções daqueles que não conhecem o varejo e até mesmo daqueles que já se relacionam diretamente. 

Garantindo uma ótima experiência do consumidor. 

Dentre a gestão e a atração do cliente estão relacionados os pontos a seguir: 

  • Experimentação do Omnichannel. 
  • Maior integração entre clientes e funcionários.
  • Estoque padronizado. 
  • Sincronização de ambientes digitais e físicos. 
  • Acesso a dados como o big data.
  • Ambientes inteligentes. 
  • Setores mais produtivos. 
  • Entrega de serviço eficiente. 
  • Consolidação de mais vendas. 
  • Auxílio na contratação de funcionários com acesso aos dados. 
  • Melhora nas relações interpessoais. 
  • Aceleração digital. 

Todas essas questões levantadas favorecem a entrega de melhores serviços por parte dos funcionários.

Que em meio ao seu trajeto aprende a lidar com novos sistemas. 

E influenciam diretamente na percepção dos consumidores. 

Que passam a ver o que outros clientes compram, como é a recepção deles e como se relacionam com a marca. 

Proporcionando novas formas de consumo e interação.

O cliente é o alvo ao usar tecnologia no varejo

Tecnologia no Varejo: O cliente é o alvo

No item anterior falamos sobre a importância do equilíbrio entre a tecnologia para a gestão, e para o convencimento do cliente.

Porém, ao levarmos em consideração que nenhum varejo funciona sem clientes, eles são definidos como o alvo.

A prova disso é o aumento de receitas ou a diminuição do interesse.

Que podem surgir com uma campanha bem sucedida ou com a má utilização de tecnologias. 

Por estes motivos, a saída é fazer uma boa administração do que vem sendo colocado em prática na hora de tentar convencer o cliente. 

Da forma de pagamento até o contato que é feito após uma compra, tudo ajuda na fidelização do cliente.  

Segundo estudo da High Tech Retail, desenvolvido em 2019, foram definidos 7 pontos cruciais para a relação entre cliente, tecnologia e varejo. 

Confira na sequência os 7 pontos: 

  • A experiência deve ser total – Existe a necessidade de maior interação com o produto. 
  • Tudo que vai, volta – O processo de devolução de produtos é mais simplificado, tornando as compras em algo mais fácil e prazeroso. 
  • Eu decido – O cliente tem uma maior variedade de pesquisas no mesmo canal por onde está comprando. 
  • Descomplicado – O processo de compra ocorre com maior facilidade, de maneira descomplicada. 
  • Na palma da mão – Ter a facilidade de acessar tudo na palma da mão, facilita o aumento de vendas por meio de aplicativos. 
  • Especial para mim – Os compradores (ou shoppers) são estimulados, cada vez mais, por meio de promoções especiais. 
  • Prazer, robô – Não, isso não quer dizer que vamos comprar na mão de robôs, essa categoria trata de uma maior humanização no atendimento do shopper. 

Da maior interação com o produto que passa a ter um valor simbólico muito maior, até a humanização do atendimento, a tecnologia no varejo é o diferencial. 

Esse diferencial torna a venda em algo especial, aguardado e facilitado. 

Que ocorrem a partir comunicação e divulgação, feita por diversos canais com acesso direto a internet. 

Com pesquisas que levam direto ao que é procurado pelo consumidor em questão de segundos. 

A entrega de um bom serviço, com ferramentas tecnológicas e demais aplicativos para gestão modificaram o cenário do comércio varejista. 

E quem se adapta e segue os passos da evolução se mantém à frente de seus concorrentes. 

Por isso é necessário ficar atento aos números levantados, o atendimento que é executado e a forma como as ferramentas são encaixadas nas rotinas.

Todos esses itens fazem com que exista uma harmonia entre entrega de serviços e venda. 

Mantendo as marcas em evidência, conquistando ainda mais o público.

Recapitulando

Assim como falado no item sobre a tecnologia para o varejo ser uma necessidade, a gestão deve andar de forma controlada.

Não adianta somente o dono de um grande varejo querer que a tecnologia seja integrada ao dia a dia dos funcionários. 

É necessário dar passos além, realizar treinamentos, visualizar aquilo que é positivo para o consumidor e sempre aprimorar esse relacionamento. 

Boas táticas envolvem o uso de big data, tratado no texto, a utilização de ferramentas de gestão, como os checklists digitais e muitos outros. 

E para atrair ainda mais compradores, ou shoppers, é preciso que tudo esteja alinhado, da experiência do cliente, até a organização do local. 

Entregando sempre o melhor serviço possível. 

Manter diálogo entre setores internos e também externos com os clientes é fundamental para conseguir emplacar lançamentos e até mesmo se manter vivo no mercado. 

Por isso, além de ser necessário introduzir a tecnologia no varejo, é uma necessidade saber administrá-la. 

Obrigado pela leitura! Você pode conferir nossos outros artigos clicando aqui. Compartilhe com mais pessoas em suas redes sociais.

Gostou? Compartilhe!

Deixe um comentário