You are currently viewing Escopo aberto ou Escopo Fechado: O que são e como decidir?
  • Reading time:10 mins read

Escopo aberto ou Escopo Fechado: O que são e como decidir?

O escopo aberto ou escopo fechado são metodologias de desenvolvimento de aplicativos e softwares sob demanda.

Ao contratar uma empresa especializada em apps e sistemas sob medida você pode ser deparar com as duas opções de projetos.

E para isso criamos este artigo para esclarecer como elas funcionam.

A definição entre escopo aberto ou escopo fechado ficará a critério do contratante e tem suas vantagens e desvantagens.

Assim, também vamos citar os benefícios de cada método de trabalho.

E também dar algumas dicas de como você pode escolher.

Esperamos que tenham uma boa leitura!

Escopo aberto ou escopo fechado: O que são e quais são suas diferenças?

O escopo em um projeto é o detalhamento de todas as atividades que precisam ser realizadas para que se chegue a um resultado final como um produto, serviço ou resultado. O escopo é o guia e o documento que vai guiar os desenvolvedores e também a empresa contratante

Portanto, ao se tratar de desenvolvimento de um software ou aplicativo personalizado, são todos itens necessários para chegar a um produto final.

Geralmente as empresas interessadas em contratar vem com uma ideia de escopo geral, pensando em telas e funcionalidade.

Já a empresa que vai desenvolver o app ou software desenvolve todo o escopo do projeto.

Em detalhes, com cronogramas e tempos de entrega.

Mas há uma diferença entre o escopo aberto e o escopo fechado, que vamos explicar!

O que é escopo aberto?

O escopo aberto é quando os projetos são desenvolvidos mais em conjunto entre cliente e fornecedor, e em etapas de validação.

Assim, não há uma rigidez no sequenciamento que deve ser seguido.

Dessa forma, também não há um prazo rigorosamente definido, uma vez que são feitas etapas que podem ser testadas durante o trajeto.

E neste caso o valor total também não é totalmente estipulado, onde a contratação ocorre por etapas.

Havendo assim variações como pagamentos mensais, quinzenais semanais baseados em horas de desenvolvimento ou entregas.

Portanto, o cliente vai contratando e desenvolvendo conforme ele deseja.

O que é escopo fechado?

O escopo fechado já passa para o lado do rigor, onde o que o cliente pede é algo mais definido.

Ou seja, o cliente já tem uma ideia clara do objetivo final.

Dessa forma, a empresa contratada para o desenvolvimento irá desenvolver todo o detalhamento do escopo. 

E vai chegar a uma soma de horas, prazo e um valor total do negócio.

Ou seja, se você tem uma ideia de um aplicativo os vendedores da sua empresa têm todas as informações necessárias.

A empresa irá dizer a data de entrega e o valor final! 

Mas ela poderá seguir rigorosamente o que foi definido e qualquer alteração estará fora do escopo.

Podendo assim ser renegociado, cobrando um valor extra e também até redefinindo um prazo

Quais são os benefícios e desvantagens dos escopos abertos e fechados?

Vamos começar pelas próprias definições que fizemos anteriormente.

O escopo aberto tem por sua natureza a flexibilidade e a conexão entre quem contrata e a empresa desenvolvedora.

Dessa forma, são projetos que vão passar por muitos testes, validações, aprendizados, até chegar a um resultado final.

Assim, aquela empresa que contratar em escopo aberto fica mais próxima do desenvolvimento.

E consegue ir testando, trocando a medida em que é desenvolvido.

Porém, apesar de ser sempre possível ter uma ideia geral de custos, os valores finais são variáveis.

Como também o tempo de entrega.

Isso é que muitas vezes estamos desenvolvendo algo inovador ou uma ideia em nossa cabeça.

Mas quem vai operar só vai dar feedbacks na hora do uso.

Logo, muita coisa pode ser alterada no meio do caminho e o projeto tomar mais tempo e mais dinheiro.

O escopo fechado já tem como vantagem essa previsibilidade.

Ou seja, você já sabe exatamente quanto vai pagar e quando vai ficar pronto e a tarefa de quem contrata é mais limitada.

É concorda com designs, posições de botões e informações, mas sem muitas alterações.

E muito menos adicionar ou remover funcionalidades no meio do caminho!

Assim, o cliente perde um pouco da flexibilidade e como falamos, nem sempre quem contrata é quem usa o app ou software.

Quando vai para a prática é que vê que algumas coisas poderiam ser diferentes.

Mas nem tudo é 8 ou 80, há sempre o meio termo que deve ser encontrado entre os parceiros!

Só vale lembrar que muitas alterações ou uma alteração significativa, pode alterar o prazo e preço final!

Escopo aberto ou Escopo Fechado como decidir

Como decidir entre escopo fechado ou aberto?

Escolher entre fazer o escopo fechado ou aberto vai depender do seu objetivo, prazo e capital para investimento.

As perguntas que você deve se fazer são:

Eu sei exatamente o que preciso em meu app ou software? Conversei com as pessoas que vão usar o app ou software no dia a dia para entender seus pontos de vista?

Sim!
Se você sabe exatamente o que você precisa e ainda entendeu como é o processo de quem vai usar na prática, o escopo fechado pode ser a melhor opção.

Primeiro porque você já vai entender o quanto irá gastar e fica mais fácil planejar o financeiro.

Além de saber prazos para já ter a solução em prática. 

Não!
Já neste caso tem que ser muito bem pensado.

Não saber exatamente o que é necessário e nem entender como é o processo de quem usar a solução na prática, pode te levar a muito retrabalho.

Ou seja, você pode até começar um app, mas na hora de testar a solução vai ter muita coisa que trocar.

E isso pode significar mais dinheiro necessário investir e mais tempo para colocar em prática.

Caso tenha dúvidas, envolva no projeto pessoas que vivenciam o dia a dia do trabalho que você quer colocar em app ou software.

Assim a chance de erros pode ser menor.

E se você for uma empresa que está aprendendo sobre o mercado, como uma startup.

Ou já é uma empresa consolidada, mas quer lançar um novo produto ou solução.

O escopo fechado pode limitar muito seus testes e evolução do app ou software!

Você terá muitos aprendizados e as alterações no projeto serão essenciais para melhores resultados! 

Tenho disponibilidade de capital para investir em testes e aprendizados?

Sim!
Bom, se você tem disponibilidade de capital para investir e enxerga um retorno do investimento, para que vai se limitar?

A não ser que tenha uma definição do que quer.

Mas no máximo você irá gastar praticamente o mesmo!

A liberdade de investir em testes, aprendizados e aperfeiçoamento da solução, vai trazer bons resultados.

Pegamos por exemplo o Instagram. Até hoje ele está sendo atualizado com novas funcionalidades e experiências.

Um escopo aberto pode seguir a mesma lógica.

Não!
Mas caso você não tenha tanto capital sobrando, pode ser realmente melhor limitar o que pode ser feito.

Você pode até gastar mais no futuro com alterações e atualizações, mas o importante é fazer algo funcional no começo.

E depois se enxergar necessidade e ver que terá retorno e será benéfico, faça as alterações.

Se você está procurando uma app ou software personalizado é porque não acha nada no mercado.

É melhor gastar um tempo estudando mais o processo e investir corretamente, do que se submeter a algo que não vai trazer frutos.

Quero o projeto dentro de um prazo específico?

Sim!
Agora diferente das outras respostas, o prazo pode ser algo que dependa mais da sua estratégia de quem contrata.

O escopo aberto não trata de um prazo final, porém é possível estimar um cenário que haja poucas alterações.

Mas aqueles que contratam devem estar cientes que as alterações solicitadas aumentam o tempo.

Já o escopo fechado seria a opção mais segura, que no caso há um prazo determinado previamente.

Não!
Se o problema for unicamente o prazo e o contratante possuir capital para investir ele pode escolher o escopo aberto.

Por se tratar de uma maior flexibilidade e quando a prioridade for alcançar um resultado final de qualidade e com mínimos erros.

Mas não ter pressa para finalizar não quer dizer que só o escopo aberto será a melhor opção.

Devendo ser avaliada junto com as outras perguntas.

Escopo aberto ou Escopo Fechado tire do papel

Tire sua ideia do papel

Conforme falamos anteriormente, se o desejo é ir atrás de algo personalizado, pois não existe no mercado ou não te atende, o melhor é fazer!

Mas a escolha entre contratar uma solução de escopo aberto ou fechado deve ser bem avaliada.

Como falamos, o escopo aberto foca no resultado final e é feio em conjunto entre clientes e fornecedores.

Não segue uma lista de tarefas rígida!

Portanto, raramente tem preço e prazo final.

Já o escopo fechado é mais rigoroso e tudo é acordado antes do trabalho começar.

O preço e prazo de entrega já são combinados, e qualquer alteração pode impactar em mais custo e mais tempo.

O importante é a transparência da relação.

Assim separamos as vantagens e desvantagens do escopo aberto e fechado.

E também passamos algumas perguntas que você deve se fazer antes de escolher por qual optar.

Pronto para tirar a ideia do papel?

Esperamos que tenham gostado do conteúdo! Compartilhe com quem acha que vai curtir o artigo também.

Agradecemos sua leitura, até mais!

Gostou? Compartilhe!

Deixe um comentário